Entrevistas

Angioedema hereditário: doença rara afeta 300 a 400 portugueses

03 Mar. 2021

Doença rara e sem cura, caracterizada por diferentes mutações no gene inibidor do complemento (C1-INH) ou outros genes que controlam a ativação da calicreína e da bradicinina, originando angioedemas em diversos locais, o angioedema hereditário afeta cerca de 300 a 400 pessoas em Portugal. A propósito do Dia Mundial das Doenças Raras, assinalado a 28 de fevereiro, a Prof.ª Doutora Margarida Gonçalo, assistente hospitalar sénior do Serviço de Dermatologia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), deu a conhecer ao My Dermatologia a realidade desta doença rara e o seu impacto na vida dos doentes. Veja a entrevista.

Os internos têm a palavra

Newsletter

Agenda

Agenda News Farma

PUB

Medinfar

Apoio

Medinfar

 

My Dermatologia é um projeto editorial da responsabilidade da News Farma, possível com o apoio do Grupo Medinfar.